COMO ENTOAREMOS O CÂNTICO DO SENHOR EM TERRA ESTRANHA?

 

1 – Junto dos rios de Babilônia, nós nos assentávamos e chorávamos, lembrando-nos de Sião. Nos salgueiros que lá havia, penduramos as nossas harpas. Pois aqueles que nos levaram cativos nos pediam canções e os nossos opressores, que os alegrássemos, dizendo: Cantai-nos um cântico de Sião! Mas como entoaremos o cântico do Senhor em terra estranha? Porém, quando o Senhor trouxe do cativeiro os que voltaram a Sião, estávamos como os que sonham. Então a nossa boca se encheu de riso e a nossa língua de cântico; então se dizia entre as nações: Grandes coisas fez o Senhor a estes. Sim, com efeito, grandes coisas fez o Senhor por nós e por isso estamos alegres!

 

2 – Durante esses ___ anos, este ______________________ tem louvado ao Senhor com alegria e dedicação. Muitas vezes nos sentimos tristes, como os filhos de Israel. Muitas vezes, nos sentimos em terra estranha. Foram lutas, dificuldades, aflições, mas em todas o Senhor esteve conosco e nos deu vitória através do nosso louvor! E hoje é dia de cantar, hoje é dia de agradecer e louvá-lo pelas grandes bênçãos que Ele nos tem concedido! Hoje, convidamos nossas almas a louvar dizendo: Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e tudo o que há em mim bendiga o seu santo nome. Bendize, ó minha alma, ao SENHOR, e não te esqueças de nenhum só de seus benefícios.

 

3 – O povo de Israel também passou muito tempo em terra estranha quando esteve no Egito. Foram quase 400 anos de opressão e escravidão. A sua aflição era tanta que o seu clamor subiu ao céu e Deus enviou a Moisés para libertá-los. Operando grandes sinais e maravilhas, Deus tirou o seu povo do Egito para levá-los a Canaã. Porém, tinham que passar pelo Mar Vermelho. Naquele momento, estavam sem solução: o Mar à frente, montes aos lados e o exército de Faraó atrás. Mas o Senhor abriu o Mar com seu sopro e o seu povo passou a pé enxuto, porém todo exército de Faraó pereceu no Mar! E do outro lado Israel cantou dizendo: Cantarei ao Senhor, porque gloriosamente triunfou; lançou no mar o cavalo e o seu cavaleiro. O Senhor é a minha força, e o meu cântico; ele me foi por salvação; Ele é o Deus de meu pai, por isso o exaltarei.

 

4 – Ana também se sentiu em terra estranha. Quantas vezes ela foi oprimida por Penina, sua rival! Esta zombava e irritava a Ana por ela ser estéril e sua angústia era tanta que ela muitas vezes nem queria alimentar-se. Até mesmo quando iam à adoração, Penina a angustiava. Mas um dia, Ana entrou no tabernáculo e derramou a sua queixa perante o Senhor e Deus concedeu-lhe não apenas um filho, mas seis! E enfim, Ana também pode cantar dizendo: O meu coração exulta ao SENHOR, o meu poder está exaltado no SENHOR; a minha boca se dilatou sobre os meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação. O arco dos fortes foi quebrado, e os que tropeçavam foram cingidos de força. Levanta o pobre do pó, e desde o monturo exalta o necessitado, para o fazer assentar entre os príncipes, para o fazer herdar o trono de glória.

 

5 – Paulo e Silas também estiveram numa situação difícil e angustiosa. Por pregarem o evangelho e libertarem uma jovem endemoniada, foram presos e açoitados brutalmente. Mas eles não se intimidaram, não desistiram e mesmo estando feridos e aprisionados, abriram seus lábios em oração e louvores a Deus! E este Deus tremendo, que opera maravilhas em toda terra, enviou naquela hora um terremoto tal que os alicerces do cárcere foram abalados, as portas se abriram e os servos de Deus foram libertos! E assim como Paulo e Silas cantavam naquele cárcere, este coral também tem louvado ao Senhor com alegria e dedicação. As lutas não nos fazem desistir, mas nos aproximar dele, exaltá-lo com alegria e sermos vitoriosos através de seu filho Jesus Cristo!

 

6 – O Rei Ezequias também passou um momento de grande aflição. Toda a sua vida foi de amor e obediência ao Senhor e à sua palavra. Porém, Ezequias adoeceu e o Senhor lhe enviou o profeta Isaías dizendo: Assim diz o Senhor: Põe em ordem a tua casa, porque morrerás, e não viverás. Mas o crente que louva a Deus com a sua vida, com suas ações, tem sempre algo a oferecer ao Senhor, por isso virou Ezequias o seu rosto para a parede, e orou ao Senhor. E Deus o ouviu e lhe deu mais 15 anos de vida e Ezequias louvou ao Senhor dizendo: “Porque não te louvará a sepultura, nem a morte te glorificará; nem esperarão em tua verdade os que descem à cova. Os vivos, os vivos esses te louvarão!”. E se tu estás vivo nessa noite, abre a tua boca em glorificação ao Senhor, pois ele está aqui para receber o teu louvor!

 

 

 

 

7 – Durante este ano, este _____________________ passou por muitas lutas, mas assim como Josafá, recebemos vitória através do nosso louvor! Pois, quando os inimigos subiram contra Judá, ele subiu ao Templo a orar e o Espírito do Senhor usou Jaaziel e disse: Não temais, nem vos assusteis; amanhã lhes saí ao encontro, porque o Senhor será convosco! E no dia seguinte, povo saiu à peleja e Josafá ordenou que os cantores estivessem na frente e louvassem a Majestade Santa, com voz mui alta. E eles saíram na frente dos armados, exaltando ao Senhor com Júbilo dizendo: Louvai ao Senhor porque a sua benignidade dura para sempre. E fazendo todos assim, o Senhor pôs emboscadas contra os que vinham contra Judá e todos foram desbaratados! E Josafá e todo o povo agradeceram a Deus por tão grande livramento! E não é diferente nos dias de hoje, pois o Senhor ainda continua com o seu povo! Quando o inimigo se levanta, o Espírito do Senhor peleja por nós! Quando ele arma ciladas, ele mesmo é que cai nelas! E nós prosseguimos louvando ao Deus vivo, que nos dá a vitória!

 

8 – E Deus continua o mesmo ainda hoje. Ele continua operando de maneiras que não podemos ver e o seu caminho não podemos entender! Durante esses 25 anos, Prosseguimos nesta jornada louvando assim como o fez Moisés! Assim como Débora louvou ao Senhor depois daquela grande vitória, louvamos também, pois Deus se agrada do nosso louvor! Assim como Ana louvou, louvamos ao Senhor também e o Arco dos Fortes é quebrado! Louvamos como Maria, pois fomos escolhidos para fazer a sua vontade! Louva, Igreja, ao Senhor mesmo quando estiveres na luta, pois um dia irás cantar como Miriã cantou! Louva a Deus como Paulo e Silas e verás os cárceres serem abalados! Se os teus inimigos se levantarem contra ti, faze como Josafá: Põe-te a louvar a Deus e eles serão desbaratados! E nós te louvamos, Senhor, nós te glorificamos pelos ___ anos do ______________________ e por tudo quanto tens feito por nós. E com alegria dizemos: Grandes coisas fez o Senhor por nós e por isso estamos alegres!

 

Todo coral: Como entoaremos o cântico do Senhor em terra estranha?

 

 

Ore, jejue, decore e compareça aos ensaios.

Sua dedicação – a garantia de sua participação. Sua participação – a garantia de Deus operar em sua vida!

www.jograis.oi.com.br