“E PERTO DA MEIA-NOITE, PAULO E SILAS ORAVAM E CANTAVAM AO SENHOR!”

 

1 - Querida Igreja, folheando as páginas da Bíblia, encontramos exemplos de muitos servos de Deus, que tiveram motivos para louvar ao Senhor! Nas suas grande vitórias e livramentos concedidos por Deus, podemos ver que cada um deles teve uma nova expressão para louvar ao Senhor. No entanto, podemos ver também que muitos servos de Deus puderam louvar a Deus mesmo quando as condições não eram favoráveis! Dos exemplos destes grandes servos de Deus, podemos aprender a louvar ao Senhor em todas as circunstâncias. Um grande exemplo é o de Paulo e Silas que, mesmo tendo sido açoitados, castigados e presos em um tronco, não se detiveram, mas abriram os seus corações e também seus lábios para louvar ao Senhor!

 

Todos: “E perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam ao Senhor!".

 

1 – E Deus, que do céu a tudo contemplava, enviou prontamente a resposta ao louvor daqueles fiéis servos, pois sobreveio naquela hora um tão grande terremoto e foram soltas as prisões de todos!

 

2 - Mas outros servos de Deus passaram também pela meia-noite em suas vidas: Quando ouviu que os filhos de Amom se levantaram contra ele, Josafá ficou atemorizado, pois era uma grande multidão. E ele congregou todo o povo em oração e Deus usou um dos cantores do templo e lhe falou dizendo: "Nesta peleja não tereis que pelejar, parai e estai em pé e vede o livramento que o Senhor vos dará!" E Josafá ordenou para que os cantores fossem à frente dos armados louvando à majestade santa dizendo: "Louvai ao Senhor, porque a sua misericórdia dura para sempre!" enquanto eles cantavam e louvavam, Deus pôs emboscadas contra os amonitas e moabitas e foram desbaratados! E o povo voltou para Jerusalém com alegria, porque o Senhor derrotara os seus inimigos!

 

3 – A meia-noite chegou também outra vez na vida de Josafá e mais dois outros reis, quando eles saíram à guerra contra os seus inimigos. Depois de andarem por sete dias, eles estavam perdidos e não tinham água naquela ocasião e os homens e os rebanhos já morriam de sede. Foi quando alguém se lembrou de procurar Eliseu, o homem de Deus! E ao chegarem à sua presença, ele lhes disse: "Trazei-me um tocador de harpa!" E quando o harpista começou a tocar, eis que a unção de Deus desceu sobre Eliseu e ele disse: Vós não vereis vento nem chuva, mas, todavia este vale se encherá de tanta água que beberei vós e vossos animais!

 

Todos: Quando o crente louva de coração aberto, Ele recebe a unção de Deus!

 

4 – E assim também acontece conosco! Quantas meias-noites se levantam em nossas vidas, e parece até não haver esperança! A meia-noite do desemprego, da prova de pão, da calúnia e tantas lutas e dificuldades que vêm ao nosso encontro. Mas a Palavra de Deus nos diz: "Choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã". Para vermos a operação de Deus, temos que fazer como Paulo e Silas, cantar e orar, mesmo na meia-noite. Através do louvor, Deus lhes deu vitória! Através do louvor, Deus deu vitória a Josafá! Através do louvor, a unção de Deus desceu sobre Eliseu!

 

Todos: E através do teu louvor, Deus te dará vitória!

 

5 – O Louvor a Deus é algo muito importante na vida do crente. A alma remida por Cristo todos os dias tem novos motivos para louvar ao Senhor. Ele é o Deus que cuida de nós, que provê tudo que é necessário ao nosso sustento. Ele é o que nos anima e nos protege nos momentos mais difíceis. Ele é o que nos coroa de benignidade e de misericórdia. Por isso, devemos sempre dizer como o salmista: “Sete vezes no dia te louvo pelas tuas justas ordenanças! Viva a minha alma para louvar-te!".

 

6 – Mas a Igreja ainda aguarda uma outra meia-noite! Uma meia-noite na qual todos teremos um motivo especial para louvar! Pois essa meia-noite para nós simboliza a vitória! E nessa meia-noite soará um Grande Grito: "Aí vem o noivo! Saí-lhe ao encontro!" Estás preparada, Igreja, para o Grande encontro? Estás tu louvando aqui, para louvares lá? Prepara-te, Israel, para te encontrares com o teu Deus!  Pois, quando a meia-noite soar, Jesus virá outra vez e nós subiremos cantando o Hino da Vitória!

 

7 – E assim o Conjunto Musical El-Shaday tem passado estes 2 anos! Em meio às lutas e tribulações da vida, às vezes até pensamos em desistir. O silêncio da meia-noite às vezes traz medo e angústia e pensamos que estamos sozinhos. Mas o nosso Deus é o nosso refúgio e fortaleza.  Um socorro bem presente nas angústias! Ele nos tem dado motivos para louvar em meio às tribulações. Ele tem lançado no mar os exércitos de Faraó que se levantam contra nós! E temos certeza, que quando soar o grito da Meia-noite: Este conjunto, junto com esta Igreja amada, irá se encontrar com o Senhor nos ares e cantar o hino de vitória!

 

Todos: “E perto da meia-noite, Paulo e Silas oravam e cantavam ao Senhor!".

 

Ore, jejue, decore e compareça aos ensaios.

Sua dedicação – a garantia de sua participação; sua participação – a garantia de Deus operar em sua vida!