SERVI AO SENHOR COM ALEGRIA E APRESENTAI-VOS A ELE COM CANTO!

 

1 – Querida Igreja, quando vagávamos pelo mundo sem Cristo, longe de Deus e de suas promessas, estávamos sem esperança e éramos servos do pecado, fazendo a vontade de carne e do Diabo, sendo levados de um lado para o outro conforme o seu bel prazer. Mas agora, pelo Sangue de Jesus, nós que estávamos longe, fomos trazidos para perto. De servos do pecado, nos tornamos servos de Deus. Temos a certeza da salvação e a garantia de nossa entrada nos céus. E agora, não podemos deixar de louvar, exaltar e agradecer a Deus pelas bênçãos que Ele nos tem dado. Por isso nos diz o salmista:

 

Todos: Servi ao Senhor com alegria e apresentai-vos a ele com canto!

2 – Infelizmente, nos parece que muitos cristãos não têm servido ao Senhor com alegria. Não têm prazer de estar na casa do Senhor, não evangelizam, não cooperam e, muitas vezes, nem sequer abrem os lábios para louvar ao Senhor, ou, quando o fazem, não fazem de coração agradecido. Meu irmão, lembra-te da tua situação quando estavas no mundo, olha para as bênçãos que o Senhor tem te concedido até o dia de hoje: vida, saúde, paz e cuidado! O Senhor é digno de que nós o honremos, glorifiquemos, exaltemos o seu santo nome e entremos nos seus átrios com louvor e ação de graças.

 

Todos: Pois foi Ele que nos fez povo seu e ovelhas do seu pasto!

 

3 – Tudo que fazemos para o Senhor deve ser feito com alegria. Muitas vezes, as circunstâncias não são as melhores. Quando as provas nos sobrevêm, esquecemos de que o Senhor é poderoso para nos guardar e nos dar vitórias e com isso nos entristecemos não queremos cantar. Mas devemos nos lembra de Paulo e Silas, que, mesmo torturados e acorrentados, confiaram no Senhor e oravam e cantavam naquele cárcere. E o Senhor os ouviu e um terremoto abalou os alicerces daquela prisão e os servos do Senhor foram libertos! Louva ao Senhor com alegria e vê o que ele pode e fará na tua vida!

 

4 – Em nossas vidas, sempre passamos por momentos difíceis, momentos de tribulação; Mas esses momentos, não diminuem a presença de Deus em nossas vidas! Nessas horas, a nossa fé não pode ser abalada. Temos que continuar servindo ao Senhor com alegria, sabendo que nele está a nossa força e a nossa razão pra louvar! Quando o povo de Israel estava em frente ao Mar Vermelho, vendo os egípcios a persegui-los e os montes a cercá-los, viram-se sem esperança, sem solução! Mas Moisés clamou a Deus e o Senhor abriu o Mar e todo povo passou a pé enxuto. E do outro lado, Moisés entoou um hino de louvor dizendo:

 

Todos: Cantai alegremente a Deus, nossa fortaleza!

5 – Somente quem conhece ao Senhor e tem sua fé firmada nele pode se apresentar a ele com canto em toda situação. Foi o que aconteceu com o profeta Habacuque. Ele fizera ao Senhor muitas interrogações por não entender os seus desígnios na vida do seu povo! Mas ao ouvir a resposta do Deus de Israel que não dorme nem tosqueneja, ele louvou ao Senhor demonstrando uma fé inabalável! Portanto, ainda que a figueira não floresça, não haja fruto na vide, o produto da oliveira minta, os campos não produzam mantimento, as ovelhas da malhada sejam arrebatadas e nos currais não haja vacas, eu me alegrarei no Senhor e exultarei no Deus da minha salvação!

6 – E hoje estamos aqui louvando e bendizendo ao Senhor por mais um ano de vitórias que Ele nos tem concedido. Vieram lutas e dificuldades, mas o Senhor nos deu vitória e estamos de pé. Por isso estamos aqui entregando-lhe o nosso louvor, a nossa gratidão por tantas bênçãos. E temos certeza de que um dia iremos louvá-lo nos céus pela salvação que nos concedeu. Nós te louvamos, Senhor, porque tu és o nosso refúgio e fortaleza, o socorro bem presente nas tribulações e porque tu estás atento à nossa voz e à nossa adoração. Por isso, Igreja:

 

Todos: Servi ao Senhor com alegria e apresentai-vos a ele com canto!