DO SEU TEMPLO, OUVIU ELE A MINHA VOZ!

 

Voz Oculta: “Agora estarão abertos os meus olhos e atentos os meus ouvido à oração deste lugar!” Que gloriosa promessa feita pelo nosso Deus!  E ele é fiel e cumpre com as suas palavras!  No decorrer da história, podemos ver que os grande homens e mulheres de Deus, obtiveram resposta ao buscarem ao Senhor no Templo.  E mesmo quando estavam longe, eles tinham a certeza que de lá, o Senhor lhes ouviria!  Davi, diz-nos agora o que acontece no Templo de Deus:

 

Davi – No templo, o Senhor ouve as nossas orações!  Muito jovem ainda, fui escolhido pelo Senhor para reinar sobre o seu povo.  Mas antes de chegar ao trono, por vários caminho passei para ser preparado e ele sempre esteve comigo!  E em todas as angústias, eu sempre clamei ao Senhor e ele sempre me atendeu!  Por isso, quando chegou o tempo do cumprimento das suas promessas de suas promessas, clamei ao Senhor dizendo: “Estando em angústia, invoquei ao Senhor, e a meu Deus clamei; do seu templo ouviu ele a minha voz, e o meu clamor chegou aos seus ouvidos. O Deus que me dá inteira vingança, e sujeita os povos debaixo de mim. E o que me tira dentre os meus inimigos; e tu me exaltas sobre os que contra mim se levantam; do homem violento me livras. Por isso, ó Senhor, louvar-te-ei entre as nações, e entoarei louvores ao teu nome!”

 

V. O. – Ana, como Deus atendeu à tua oração, quando o buscastes no Templo?

 

Ana – No Templo, o arco dos fortes é quebrado!  Eu era uma mulher bastante atribulada, pois era estéril e o meu marido Elcana tinha outra mulher, a qual lhe dava filhos.  E ela me perturbava muito, a ponto de muitas vezes eu nem conseguir me alimentar!  Mas jamais poderei esquecer aquele dia em que cheguei à Tenda do Senhor e ali derramei minhas angústias perante o Senhor e lhe fiz um voto de que se o Senhor me desse um filho, eu o devolveria ao Senhor por toda a sua vida!  E eu estava tão angustiada, que sequer conseguia falar, tanto que o Sacerdote Eli me tomou por embriagada, mas eu lhe expliquei o caso e ele me abençoou e naquele dia, o Senhor atendeu á minha oração e deu-me um filho!  E depois que eu cumpri o meu voto, o Senhor se lembrou de mim e me ainda outros 05 filhos!

 

V. O. – Josafá, conta-nos como Deus operou em tua vida quando oraste no Templo:

 

Josafá – Quando oramos no templo, o Senhor peleja por nós!  O que seria de mim e do meu povo se não fosse este Deus?  Quando os amonitas e moabitas se reuniram para pelejar contra nós, eram eles uma grande multidão!  E quando eu soube daquela notícia, temi pelo povo, mas pus-me a buscar ao Senhor!  Apregoei jejum em todo o Judá e subimos ao Templo do Senhor dizendo: “Ah, Senhor nosso Deus, em nós não há força, mas os nossos olhos estão postos em ti!” E o nosso Deus ouviu a nossa oração dizendo: “Nesta peleja não tereis que pelejar, parai, estai em pé e vede a salvação do Senhor para convosco! Não temais, nem vos assusteis, porque o Senhor é convosco!” E quando saímos à peleja com cânticos e louvores, eis que o Senhor pôs emboscadas contra os nosso inimigos e eles próprios destruíram-se uns aos outros!

 

V. O. – Josué, o que acontece quando estamos no Templo?

 

Josué – Ah, quando oramos no Templo, o Senhor nos dá livramento!  Eu fui um jovem que, desde a saída do povo de Israel do Egito, estive sempre ao lado do nosso líder Moisés e desde que o Tabernáculo foi erguido, eu nunca me afastava da Tenda da Congregação e eu jamais poderei esquecer aquele dia: O nosso líder Moisés escolheu-me a mim e mais 11 homens das tribos de Israel para que fôssemos espiar a Terra de Canaã e nós pudemos ver que a terra era boa e fértil, assim como o Senhor nos havia prometido!  Mas era habitada e suas cidades fortificadas, porém Deus também prometeu que iria entregar os povos em nossas mãos e eu tinha fé de que ele nos daria e o meu companheiro Calebe comigo!  Mas os outros 10, fizeram tremer o coração do povo dizendo que os habitantes eram gigantes e que nunca os venceríamos!  E quando eu e Calebe quisemos fortalecê-los, fazendo-lhes lembrar das grandes promessas de Deus, o povo quis nos apedrejar!  Mas, ó querida igreja, eis que o nosso Deus, ele próprio, desceu na nuvem sobre a Tenda da Congregação e nos deu o grande livramento, não deixando que os o povo nos matasse e ainda nos prometeu que somente nós, que confiamos nele, entraríamos naquela terra!

 

V. O. – Jonas, Deus ainda opera no meio do seu povo no Templo?

 

Jonas – Do seu Templo, o Senhor dispensa a sua misericórdia!  E Eis-me aqui, um grande exemplo da misericórdia divina!  Deus me deu uma ordem para que eu fosse pregar contra a cidade de Nínive, mas eu não quis obedecer à sua ordem, pois os ninivitas eram maus e bastante cruéis.  Tomei um navio e rumei para Társis, mas Deus enviou uma grande tempestade e eu, que estava escondido dentro do porão, fui achado e tive que ser lançado ao mar. E o Senhor preparou um grande peixe, pelo qual fui tragado e estive no seu ventre por 03 dias e 03 noites.  E ali, parecia ser o inferno para mim, mas quando em mim desfalecia a minha alma, eu me lembrei do Senhor e do seu templo ouviu ele a minha oração e o meu clamor chegou aos seus ouvidos!  E ordenou o Senhor ao peixe, o qual me deixou em terra!  E eu fui a Nínive e a vontade do Senhor foi cumprida, pois, operando ele, quem impedirá?

 

V. O. – Zacarias, como pode Deus operar em nossa vida, quando estamos no Templo?

 

Zacarias – No Templo, o Senhor visita o seu povo!  Amados irmãos, eu e minha esposa Isabel, vínhamos há muito tempo pedindo ao Senhor um filho, mas o tempo passou, nós já estávamos avançados em idade e além disso, ela era estéril, pensávamos não haver mais esperança!  Certa vez, porém, coube-me a sorte de entrar no santuário para oferecer incenso ao Senhor, pois eu era sacerdote.  Era algo muito importante, pois eu iria interceder pelo povo do Senhor.  E enquanto estava ali, eis que um anjo do Senhor, por nome Gabriel, apresentou-se a mim dizendo: “Não temas, Zacarias, porque a tua oração foi ouvida; e Isabel, tua mulher, te dará à luz um filho, a quem chamarás João! Oh, igreja, diante de tão grande notícia, eu temi e perguntei como poderia ser aquilo, devido às nossas condições. E o sinal de Deus foi que eu fiquei mudo até que o menino nasceu. Bendito seja o Senhor, Deus de Israel porque visitou e remiu o seu povo!

 

V. O. – Isaías, o que aconteceu na tua vida, no Templo de Deus?

 

Isaías – No Templo, nós nos encontramos com Deus!  Oh, amada igreja, como poderei eu esquecer aquele dia?  Muitas vezes eu já havia estado no Templo, mas aquele dia foi especial!  De repente, eu estava na presença de Deus e eu vi o Senhor, sentado sobre um alto e sublime trono e o seu séquito enchia o templo!  Acima dele estavam querubins, o s quais clamavam uns para os outros dizendo: “Santo, Santo, Santo é o Senhor dos Exércitos e toda a terra está cheia de sua glória!” Então disse eu: “Ai de mim que vou perecendo, pois sou homem de lábios impuros e habito no meio de um povo de impuros lábios!” Mas eis que um dos serafins apanhou uma brasa viva do altar com uma tenaz e voou até mim e tocou os meus lábios com a brasa ardente!  Depois me disse: “Eis que a tua iniqüidade foi tirada e o teu pecado perdoado.” Depois disto, ouvi a voz do Senhor a dizer: “A quem enviarei? E quem há de ir por nós?” Então pude responder: “Eis-me aqui, envia-me a mim!”

 

V. O. – Ezequias, conta-nos o que acontece quando oramos ao Senhor no seus Templo?

 

Ezequias – O nosso Deus é o Senhor dos Exércitos e quando oramos no templo, nossos inimigos são desbaratados!  É ele quem peleja pelo seu povo, quando nada podemos fazer!  Lembro-me que certa vez, Senaqueribe rei da Assíria, veio contra nós e tomou todas as cidades fortes de Judá e enviou o seu comandante Rabsaqué à Jerusalém com um grande exército e nos sitiou!  E escreveu ele uma carta uma carta com palavras blasfemas e afrontas contra o nosso Deus!  Mas eu clamei ao Senhor!  Tomei aquela carta e subindo ao Templo, estendi-a perante o Senhor e disse: “Ó Senhor, nosso Deus, livra-nos das suas mãos para que todos os reinos da terra saibam que só tu és o Senhor!” E naquela mesma noite, o Senhor enviou o seu anjo e feriu 185.000 soldados assírios e o restante fugiu, porque o nosso Deus não perde em batalha!

 

T – E os tempos passaram, mas o nosso Deus continua o mesmo operando no meio do seu povo!

 

Davi – Assim como fez na minha vida, pode fazer na tua também!  Vem ao Templo do Senhor, confia em suas promessa e verás maravilhas acontecerem...

 

Ana – Ele é o que abate e também exalta!  Se o buscares com todo o coração, aqui neste lugar Deus te ouvirá!

 

Josafá – Ele é o maior que está conosco e esta é a sua casa!  Se os inimigos se levantam contra ti, vem buscar socorro neste lugar, pois ele te ouvirá e te livrará!

 

Josué – Se te chegares a ele neste lugar com fé, ele operará o livramento na tua vida e na vida dos teus!

 

Todos – Se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, e orar, e buscar a minha face, e se converter dos seus maus caminhos, eu ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra!

 

Jonas – O Senhor está neste lugar.  Se creres nesta noite, verás a glória de Deus, pois sentimos que ele está aqui...

Zacarias – ... Para te abençoar!

 

Isaías – Para te dar a Paz!

 

Ezequias – Para fortalecer tua vida!

 

Todos – Abre bem a tua boca em agradecimento ao Deus Todo Poderoso, pelos _____ anos que esta Casa de Oração está completando!

 

Davi – E os nossos corações também estão em festa!

 

Ana – Crianças, jovens e adultos se alegram por mais um aniversário da construção deste templo!

 

Josafá – O nosso louvor é um cântico de alegria por todas as bênçãos que são derramadas neste lugar e podemos dizer com alegria:

 

Josué – Uma coisa pedi ao Senhor e a buscarei que possa morar na Casa do Senhor todos os dias da minha vida para contemplar a formosura do Senhor e aprender no seu templo!

 

Jonas – Louvarei ao SENHOR de todo o meu coração, na assembléia dos justos e na congregação

 

Zacarias – Cantai ao SENHOR um cântico novo, e o seu louvor na congregação dos santos

 

Isaías – Inclinar-me-ei para o teu santo templo, e louvarei o teu nome pela tua benignidade, e pela tua verdade

 

Ezequias – Eu te louvo, Ó Senhor, por todas as bênçãos que tu me concedeste nesta casa e digo como o salmista:

 

Todos - Estando em angústia, invoquei ao Senhor, e a meu Deus clamei; do seu templo ouviu ele a minha voz!

 

 

Ore, jejue, decore e compareça aos ensaios.

Sua dedicação – a garantia de sua participação. Sua participação – a garantia de Deus operar em sua vida!

www.jograis.oi.com.br